E se a feira livre batesse na porta da sua casa?

Acordar de manhã cedo, em uma quarta-feira de sol brando, pegar o seu carrinho de compras e ir até a feira do bairro para comprar umas boas frutas e verduras para o almoço. Já experimentou fazer isto? Ainda não? Experimente! É algo quase terapêutico. Se você tomar um bom café da manhã antes de sair de casa, provavelmente este efeito irá se potencializar.

Se você mora em um bairro que não oferece este tipo de “serviço”, com certeza em algum outro ponto da sua cidade você irá encontrar as chamadas “Feiras Livres” (alguns municípios organizam nas quartas-feiras, outras aos domingos e ainda existem aquelas que organizam em ambos os dias). Mas como você irá buscar estes locais? Como fazer para evitar os supermercados?

Pensando na aproximação do consumidor com o “fornecedor”, uma startup originada da Costa Oeste dos Estados Unidos teve uma ideia genial de trabalhar esta atividade comercial agrícola: por quê não unirmos o útil ao agradável? Por quê não “interligamos” as fazendas aos bairros? Oferecendo produtos frescos, saudáveis e de qualidade para a população local? Para todas essas perguntas existe uma resposta que irei tratar por aqui: Farmigo.

Vídeo originalmente publicado pela TechCrunch para a série Built in Brooklyn

Oficialmente apresentada na conferência TechCrunch Disrupt Battlefield, a startup que demonstra ser apoiadora do movimento Slow Food, tem como missão ignorar os supermercados para promover o consumo de legumes e frutas diretamente dos produtores locais, além de propor uma vida saudável e livre.

E como isso funciona para o fornecedor? É Simples! Ele deve se cadastrar no site oficial do Farmigo para participar da rede de produtores agrícolas. A partir daí ele pode negociar suas mercadorias diretamente no site da pequena empresa. A compra é online, rápida, segura e eficiente. A ideia é baseada em comunidades. A partir do momento que você organiza um grupo de receptores (igrejas, escolas ou até escritórios) você se torna apto a participar da rede de recebimento dos produtos. Se você é um consumidor, deve obrigatoriamente buscar (inserindo o CEP na página da startup) uma destas organizações, para que então elas agendem uma entrega diretamente na sua casa, ou então, tem-se a opção de buscar diretamente em um dos receptores. O Farmigo funciona como facilitador, oferecendo transporte e aproximação das duas partes (da que consome e da que fornece).

screenshot-how-it-works

Produtos que necessitam de refrigeração (carnes e coisas do gênero) são separadas para que a entrega seja facilitada através de carros adaptados. O produto é entregue em sacolas com a marca da startup, que recebe uma parte dos lucros do produtor para que haja a sustentação da empresa, mas boa parte deste ganho é dos próprios fazendeiros.

screenshot-market

Mas, porém, entretanto…

Infelizmente este belo serviço está disponível apenas nos Estados Unidos. Fomentado pelo movimento B-Corps, que garante o funcionamento legal e burocrático da empresa (unicamente pelo fato de ser um movimento benéfico para a sociedade).

Ah, e nada da iniciativa vir para cá viu? Motivo? No Brasil este tipo de prática é ilegal. Devido ao fato de que o preço dos produtos agrários é pré determinado pelo Ministério da Agricultura. Portanto, preços competitivos são limitados “direto da fonte”.

————————————————————————————————————

avatar_lucas_portilhoLucas Portilho
correio.portilho@gmail.com

Alguns o chamam de nerd, CDF ou geek, mas na verdade é tudo isso e mais um pouco! Tem mania de pesquisar tudo sobre tecnologia. Gosta de jogos eletrônicos e seu esporte favorito é o… Hockey Sobre a Grama (heim?). Pessoas sedentárias têm sua simpatia (afinal é uma delas). Quote: “May the force be with you, or not, you can choose!”

Anúncios

2 opiniões sobre “E se a feira livre batesse na porta da sua casa?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s