Todos os posts de Southzer

Uma nova espécie de neandertal moderno. Daqueles que vivem no topo de colinas congeladas ao lado dos servidores da Blizard. Conta com insights criativos divinos e, às vezes, uma procrastinação diabólica. Ótima companhia pra quem quer submergir em uma tsunami cultural filosófico, mas não sabe sambar nem falar de futebol.

Excessos e Misérias são fruto de uma mesma doença!

A maior parte das pessoas está acostumada a vícios severos de comportamento, alimentação e atitude. Em algum momento da história passamos a achar normal ter dias excessivamente depressivos e outros excessivamente eufóricos e acharmos normal ingerir quantidades excessivas de gorduras, sais, açúcares, corantes e bebidas alcoólicas. Cultuamos um corpo extramente belo e bem delineado pela musculatura, cultuamos a avareza, a supremacia, a megalomania, a verticalização das relações entre pessoas em nome de status, méritos e “direitos divinos”.  

Continuar lendo Excessos e Misérias são fruto de uma mesma doença!

Devemos exaltar menos a vitória e aceitar a derrota

Vivemos reféns de uma cultura de privilégios, de uma cultura que cultua a figura do “selfmade man” vencedor e inatingível no ápice. Acreditamos poder vencer sozinhos, sem auxílio de pessoas que ao longo da vida nos passam desapercebidas, um sistema inteiro e atingir a glória do status que, ironicamente é o mecanismo de recompensa da ilusão de meritocracia e igualdade de oportunidades dessa “fábrica de frustrações”.

Continuar lendo Devemos exaltar menos a vitória e aceitar a derrota

Shingeki No Kyojin: Ataque às bilheterias!

O estrondoso -e merecido- sucesso da série de mangás japonesa 進撃の巨人Romanji: Shingeki No Kyojin – (Attack On Titan), do autor Hajime Isayama, estreará no primeiro dia do mês de agosto deste ano seu primeiro Live Action. A rápida e espetacular ascensão da série no gosto popular é devido a uma trama envolvente e nada convencional de uma guerra entre seres humanos comuns e misteriosos seres humanoides gigantescos chamados Titãs.

Continuar lendo Shingeki No Kyojin: Ataque às bilheterias!

Desenraizamento

A tecnologia está atingindo seu apogeu em nossa sociedade. Os aparelhos eletrônicos têm tomado uma dinâmica cada vez mais imensurável que passam a tornar as ambições humanas que antes só podiam ser alcançadas em obras de ficção em realidade. A praticidade, conforto e até mesmo evoluções em ramos científicos importantes – em destaque a medicina – são fundamentais à qualidade de vida humana e é muito bem-vinda quando é para o bem de todos.

Continuar lendo Desenraizamento

O caminho do “canino interior”

Tenho treinado meu corpo para eliminar o “Gerundismo do Sofrimento Cíclico”.  Um procedimento que segue o padrão “ando por aí julgando, justificando e condenando” a tudo e a todos os perfis de pessoas das quais não concordo. Este é um comportamento que só traz angústia, cegueira, surdez e insensibilidade agudas na percepção, não só tanto em relação aos outros quanto em relação a si mesmo.

Estas ações bloqueiam a verdadeira visão das coisas. Passamos a usar uma espécie de óculos de realidade virtual, que projeta um mundo estático (plástico). Um lugar onde todos os elementos são etiquetados, catalogados e firmemente rotulados. Que faz com que não reconheçamos mudanças e não experimentemos o real conteúdo do universo ao nosso redor. Ficamos mais preocupados em criar um rótulo que seja confortável, a usar da experimentação, do convívio e da aceitação. Continuar lendo O caminho do “canino interior”

“Apenas depois que você perder tudo é que você está livre para fazer qualquer coisa”

Fight Club não é um filme sobre violência desenfreada e frases de efeito típicas de Blockbusters cheios de estereótipos de masculinidade. É um filme que traça um perfil de uma sociedade que vive uma anomia, ou seja, um processo de perda de objetivo e identidade. Perda essa que tenta ser reparada pelo constante consumo e criação de infinitos títulos e grupos sociais específicos (esteriótipos) para preencher um vazio existencial que nos toma por completo. Continuar lendo “Apenas depois que você perder tudo é que você está livre para fazer qualquer coisa”

Melhores games Retro-Style (8Bits) atuais

Estamos em uma geração onde as placas de vídeo e processadores são super velozes. Alguns títulos investem toda a proposta na aparência impecável de uma maior densidade de pixels por polegada, mas esquecem a essência da boa jogabilidade e bom conteúdo de enredo e história. Então, para provar que o que um bom jogo precisa de muito além dos frames per second, lanço uma pequena lista dos títulos inspirados em gerações anteriores mais divertidos do mercado. pilgrim87 Scott Pilgrim Vs. The World: The Game

O game é um divertido Beat’em Up baseado em uma Graphic Novel canadense do autor Bryan Lee O’Malley. É contada a história de Scott Pilgrim, um rapaz que se apaixona por Ramona Flowers, mas, para poder namorar, ele tem que derrotar os 7 ex-namorados do mal dela. Ao começar a jogo você tem a opção de escolher entre 4 personagens (Scott, Stephen, Kim ou Ramona), mas existem outros personagens destraváveis como recompensa ao concluir o jogo. Inspirado em RPGs, o seu personagem aumenta o nível ao longo do jogo e desbloqueia maiores barras de vida, energia, maior dano por ataque e novos golpes. Infelizmente, o game está disponível apenas para PSN (PlayStation Network) XBLA (Xbox Live Arcade), que é uma pena para usuários de PC e outras plataformas de video-game. 250562-organ Organ Trail

Um Survival Horror inspirado no clássico de DOS para PC The Oregon Trail. O game se passa num cenário apocalíptico de uma infestação zumbi nos Estados Unidos. Você é protagonista e, com um grupo de amigos, tem que cruzar o país de uma ponta a outra, enfrentando ladrões, zumbis e a constante falta de suprimentos. Você pode escolher entres 4 níveis distintos de dificuldade. Além de poder alternar entre o modo campanha e modo sem fim (para testar suas habilidades e desbloquear recompensas). Nas cidades se pode fazer trabalhos para conseguir dinheiro e suprimentos e também há um modo em quem você pode vasculhar as redondezas em busca de suprimentos, mas tem que enfrentar os zumbis e, às vezes, alguns chefões. O game está disponível para PC(Steam e site oficial), Android, iOS e, pasmem, também para Facebook. maxresdefault 7Days

Se você não tem medo de levar uns bons sustos e divertidos momentos de adrenalina e terror, eis uma ótima escolha. O game de Survival Horror independente é pra quem gosta de um bom desafio psicológico e uma história envolvente. Ele é bem curto, mas não poupa seu jogador de ter experiências intensas ao melhor estilo 8-bits.

Disponível gratuitamente apenas para PC no site gamejolt.com. Retro_City_Rampage Retro City Rampage

Um bom e velho estilo roube carros, mate civis e faça missões mirabolantes bastante inspirado nos clássicos de Grand Theft Auto. Retro City Rampage é um game de ação 8-bits que trás uma agradável sensação de nostalgia recheada de referências à títulos de games famosos como Metal Gear Solid, Super Mario World, Teenage Ninja Mutant Turtles, Sonic entre outros. Você está na pele de Player, um fanfarrão criminoso que por acidente acaba voltando ao passado e tendo que cumprir missões para outros criminosos e roubar peças para consertar a máquina do tempo (um carro que aparenta ser o mesmo do filme De Volta Para O Futuro) e voltar ao futuro. O personagem é customizável e há mini-games nas “casas de fliperama” da cidade.

O game está disponível para PC (Por Steam ou site oficial), PlayStation (PS4, PS3, PSVita e PSTV), XBox 360, Nintendo 3DS e WiiWare (Wii ou Wii U no modo Wii). meu_fanart_lindo_totoso_by_tfantoni-d6a6r46 Hotline Miami

Em resgate ou estilo retrô de visão zenital, ou seja, em um ângulo de 90° graus (popularmente “vista de cima”) com o cenário e personagens, o Hotline Miami é um jogo bastante violente e intenso. Estranhas missões são recebidas por telefone pelo protagonista que usa máscaras de animais para encarar aventurars sombrias por casas, bares e boates em que tem que matar criminosos russos. A cada nível, você recebe diferentes tipos de máscaras que fornecem algum tipo de recompensa, como começar o jogo portando uma faca, resistir a dois tiros, ter um campo de visão maior, etc. Um placar ao final de cada fase determina a qualidade de seus movimentos durante a jogatina. A trilha sonora é bem feita e há diversos tipos de modos de matar o inimigo, seja com facas, espadas ninja, escopetas, metralhadoras, bastões de beisebol, etc.

O game está disponível para PC (Steam e GOG), PS3, PS4 e PSVita.